fornecendo excelentes serviços desde 1981

O período para a transição da NBR ISO 9001:2015 nas empresas se encerra em setembro de 2018.

O impacto da mudança dependerá de cada organização e deve-se considerar o grau de conhecimento que cada empresa requer para alcançar a conformidade dos produtos e serviços, assim como o modo de desenvolvimento do conhecimento adquirido.

Toda a revisão da Norma tem como objetivo principal, minimizar os impactos ao máximo. Portanto, será necessário um bom planejamento, assim como a execução dos pontos mais importantes para verificação e implementação das ações.

É importante considerar o risco e os seus elementos, envolvendo toda a estratégia de gestão da qualidade, para que assim sejam eficazes as estratégias implementadas para diminuir ou eliminar possíveis riscos.
 


Algumas considerações importantes sobre a atualização da norma:
 
  • Atualizar a norma ISO 9001, refletindo sobre as melhores práticas empresariais, assim como a evolução no ambiente empresarial e tecnológico;
  •  
  • Focar com mais intensidade na abordagem dos processos e análises dos objetivos;
  •  
  • Incorporar mudanças nas práticas e tecnologia de SGQ a partir da última grande revisão em 2000;
  •  
  • Destacar a obtenção de conformidades dos produtos;
  •  
  • Aperfeiçoar a compatibilidade com outros sistemas de gestão;
  •  
  • Eliminar o manual de qualidade e a necessidade de um representante da Direção;
  •  
  • Flexibilizar a documentação do SGQ;
  •  
  • Redução nos Princípios de Qualidade, passando de 8 itens para 7.
  •  
  • Organização da Norma em 10 seções ou capítulos.


 
EXCLUSÕES SIGNIFICATIVAS
 
  • Representante da Direção (RD): O poder de decisão foi determinado para as lideranças, e atribuindo aos gestores das áreas as responsabilidades do antigo "RD".
  •  
  • Manual da Qualidade: Não é mais obrigatória a existência do manual de qualidade. Algumas organizações têm substituído o Manual da Qualidade pelo documento chamado “Diretrizes Organizacionais”.
  •  
  • Treinamento: A expressão “Treinamento” será excluída, mas não a ação, que foi substituída por “Conhecimento”, exigindo que se tenha conhecimento organizacional da empresa.
  •  
  • Deve ser considerando o contexto, o porte, a complexidade, os riscos e as oportunidades de cada organização, sendo que os demais requisitos ficarão agrupados no item “Competência”.
  •  
  • Controle de Documentos e Controle de Registros: Os termos serão substituídos por “Informação Documentada” e “Controle de Informação Documentada”.
  •  
  • Termo “Contínua”: Será usado apenas o termo “Melhoria”.
  •  
  • Ação Preventiva: Na NBR ISO 9001:2015, tanto o termo, ação preventiva, quanto a ação serão excluídas e pode-se considerar a "Mentalidade de Risco" como propostas de melhorias.
 

 
Certamente, deverá ser considerado um período de adaptação, uma vez que muitas organizações possuem seus planejamentos, precisamente, estruturados, então as formalidades de abordagem às organizações serão influenciadas de acordo com contexto no qual se encontram, considerando um período de adaptação do sistema de gestão existente e o modo como foi desenvolvido.
 
Cada organização terá tempo para se adequar e planejar a atualização do seu Sistema de Gestão da Qualidade.

Para que as organizações façam as atualizações necessárias, é preciso que todos os envolvidos estejam com o foco na organização e consequentemente, na certificação.
 
Uiliam Guertzenstein
 (51) 3041-1894
(51) 99270-6949
contato@expertacorporate.com.br
www.expertacorporate.com.br